20 de abril de 2006

Ela faz cinema (ou “quase não ouvi e adorei”)

Voltando hoje pra casa pela Marginal, troquei da Rádio USP pra Cultura AM (as duas únicas estações que ouço quando não está passando futebol – excetuando as de notícia, claro). E, devido a minha habitual falta de sorte, estava tocando o finzinho de “Ela faz cinema”, música do novo disco do Chico Buarque, que eu nunca tinha ouvido. Fechei as janelas do carro em 7,3 milésimos de segundo pra escutar a novidade. E só peguei o refrão final: “Ela faz cinema, ela faaaaaz cinema. Larararaaaaa, ela faz cinemaaaaa” (ta, esse trecho não foi muito elucidativo). Na verdade, ele cantou algumas outras palavras também. Mas só me lembro desse trecho. A música é meio um jazz suave, ou algo do gênero. Só sei que era ótima e que a melodia não me sai da cabeça. Se transformou, instantaneamente, na minha música preferida do Chico. E serviu para inverter aquela famosa frase: “Não ouvi e não gostei”.
(Quase) Não ouvi. E gostei muito.

5 comentários:

Liginha disse...

Não sei se vc tá sabendo, mas no submarino já dá pra comprar o 'Carioca'. Eu tô tranqüila, mas... corre lá!

Beijinhos.

PS: seja solidário e na volta passa em casa pra eu gravar.

Mariana/RJ disse...

Bruno, eu também amei a música...
É toda maravilhosa. Perfeita!!
Um beijo.

Julia Moraes disse...

Oi Bruno! Eu tenho esse Cd! Realmente essa é uma das minhas músicas preferidas, gostei bastante também de outra deste CD que chama "Leve", quando Vc for em casa eu te mostro!

Anônimo disse...

você é supeito demais pra falar qualquer coisa a esse respeito...
mas eu gostei também, principalmente do trecho: "quando ela chora não sei se é dos olhos pra fora, não sei do que ri..."
"ela faz cinema, ela faz cinema, ela é a tal..."
"quando vestida de preto, dá-me um beijo seco, prevejo meu fim..."
:)
ai ai
ai ai

*ga disse...

aliás, essa fui eu.
hahahaha